quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

A peninha de passarinho














 A bruxinha estava arrumando,
 seus pertences artesanais.

  O vento trouxe á sua frente,
  uma peninha de passarinho.

  Esta voou em direção ao chão,
  e a bruxinha apanhou-a com as mãos.

  Sua cachorrinha curiosa,
  olhou e quis saber,
  o que era aquilo tão pequeno,
  que caíra no chão.

  A bruxinha pegou a peninha,
  aproximou-a da cachorrinha,
  que cheirou-a e abanou seu rabinho.

  Dizem os místicos que quando,
  uma pena cai perto da gente,
  é um sinal de que nosso anjo,
  esta bem pertinho de nós.

  A bruxinha se emocionou-se,
  e teve uma amiguinha,
  com quem pode compartilhar,
  esse momento mágico em seu coração!


                                     Elza Ghetti Zerbatto







imagem: https://wall.alphacoders.com

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

A visita dos pequenos bem-te-vis

 









   A bruxinha estava bem distraída,
   olhando para o lindo céu azulado.
    
    E para sua surpresa surgiram duas visitas,
    totalmente queridas e inesperadas.

     Eram dois filhotinhos de bem-te-vi,
     que resolveram dar uma espiada,
     nas novidades de sua casa.

     Um deles pousou em um de seus cds,
     enfeitados e pintados de mandalas.

     O cd rodopiou e o pequeno bem-te-vi,
     se assustou,
     enquanto isso seu outro irmãozinho curioso,
     decidiu dar uma passadinha,
     por entre as flores e ervas da bruxinha.


     A bruxinha ficou deveras emocionada,
     e seus olhinhos encheram-se de lágrimas,
     com a presença dos ilustres menininhos,
     e suas delicadas e doces aparições.

     Em seu coraçãozinho agradeceu,
     pela oportunidade de ver tão pertinho,
     os formosos amiguinhos.



                                        Elza Ghetti ZerbattO



                                            imagem: www.baixaki.com.br

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

A lição das aranhas













Muitas pessoas em seu cotidiano reclamam por pouca coisa, e sem motivo algum.
Não lembram de agradecer ao que tem, e ao que conseguiram, seja na parte material ou espiritual.
Ao observarmos a mestra Mãe Natureza e suas lições, cito um animal o qual muitos tem arrepios de pavor, nojo, desprezo ou até mesmo as detestam:  as aranhas.
Esse animal mal amado e incompreendido, tem uma função de controle, de outros insetos com os quais se alimentam, inclusive vários que fazem mal a nós humanos.
Ao ter sua teia casa destruída ela não agride ou odeia quem o tenha feito, coisa que nós humanos fazemos por bem menos.
Ao contrário disso rápida, paciente e humildemen-

te irá encontrar outro lugar, para refazer sua elaborada e linda moradia para se abrigar nova-
mente.
Sem alardes, vai tricotando apenas, e reconstruin-

do seu lar com todo cuidado e carinho possível.
Aprendamos com as aranhas a tecermos novas teias, desapegando-nos, das velhas sem sofrimento ou reclamações.
Devemos ter gratidão pelo simples fato de existirmos, e que o Criador, nos dê sabedoria, força e o equilíbrio para tecermos sempre teias de luz ao nosso redor.


     Elza Ghetti Zerbatto


       Um 2019 repleto de luz a todos!


imagem: www.baixaki.com.br




quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Breve pausa
















Bom dia amigos!
Passando para avisar que darei uma breve pausa nas postagens.
Agradeço de coração a presença e carinho de vocês.
Que tenham um natal de muita paz, alegria e harmonia.
Abração com carinho




Imagem: https://tenor.com

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

LIno, o cavalinho que queria ter amigos
















 Lino é um lindo cavalinho,
 com pelos longos, marrons e beges,
 que vive numa pacata cidade,
 onde é bem conhecido e apreciado.

 Quem mais se diverte com ele,
 são as crianças que amam tocar,
 sua crina e barriga,
 fazendo-o se alegrar,
 com seu rabo a balançar,
 pra lá e pra cá sem parar.
 A molecada curte de montão,
 e caí na gargalhada com empolgação.

 Seu proprietário chamado João,
 muito cuidadoso,
 trata-o com muito carinho,
 e apesar de precisar,
 dele para trabalhar,
 sempre dá uma pausa,
 para poder deixá-lo descansar,
 beber sua água calmamente,
 e uma soneca gostosa tirar,
 além de uns afagos ganhar.

 Se ficar doente o veterinário da cidade,
 logo vem lhe socorrer,
 nunca fica a padecer.

 Numa pequena e velha carroça,
 Lino leva frutas, verduras e legumes,
 que seu João traz da roça,
 para vender na cidade grande.

 Seu maior desejo é um dia poder,
 ter muitos amigos equinos,
 com quem possa livremente correr,
 pelos pastos de uma bela fazenda.

 Frequentemente ao dormir sonha,
 que está deliciosamente brincando,
 entre tantos cavalos,
 muito feliz galopando.

 Um dia em sua amada terra natal,
 para sua surpresa apareceu,
 um recente morador,
 que também tem um cavalo,
 e se tornou rapidamente amigo de Lino.

 O nome dele é Luar,
 devido aos seus pelos branquinhos,
 que refletem  no escuro da noite,
 parecendo brilhar.

 Lino e Luar,
 em suas horas de descanso,
 ficam tranquilamente a pastar,
 trocando  prosas e sonhos,
 servindo um ao outro de companhia,
 para amenizar a dureza do dia-a-dia.

 Lino agora não está mais tão solitário,
 sabe que ao final do dia,
 encontrará seu amigo Luar,
 com quem poderá dividir suas vivências,
 e de sua amizade poderá compartilhar.


Elza Ghetti Zerbatto


imagem: https://wall.alphacoders.com

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

O pardalzinho curioso










No muro do quintal,
 que separava as duas casas,
 um pardalzinho curioso decidiu pousar.

 Olhava agitado de um lado para o outro,
 e em sua mente,
 algo estava a procurar.

 Seria uma apetitosa minhoca,
 para levar aos seus filhotes?

 Um petisco de larva,
 ou estava apenas,
 dando uma espiadinha,
 para poder relaxar?

 Quando os cãezinhos o veem,
 a confusão está instalada!

 É latido para todos os lados.

 O passarinho nem liga,
 continua a observar,
 os vasinhos de plantinhas,
 da casa da vizinha,
 para depois resolver,
 para bem longe voar.

Elza Ghetti Zerbatto




imagem: https://wall.alphacoders.com

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

A estrelinha que queria morar no mar











Num céu muito estrelado havia uma sonhadora estrelinha que queria morar no mar.
Ficava horas observando o movimento das ondas, sentia o vento bater no seu rostinho, delirava com os golfinhos brincando, as baleias jorrando água, os peixes saltando e pensava suspirando:
- Como é lindo o mar!
- Um dia quero nele morar!
E o tempo foi passando, passando e a estrelinha já estava envelhecendo, mas no seu coração ainda continuava a sonhar com o mar.
As outras estrelas que estavam perto dela, achavam que ela era maluca e riam de seu sonho impossível.
- Ah, mar como eu quero te conhecer!
- Mas está quase impossível isso acontecer pois estou no fim de minha vida.
Quando acabara de falar, um cometa passou e ao ouvir seu pedido, rapidamente derrubou-a no mar.
Ela ficou assustada ao estar em contato com tanta água, e ao mesmo tempo feliz porque seu sonho se concretizou.
Desse dia em diante se transformou numa feliz estrela do mar, que agora podia sentir a temperatura da água, passear com os peixes, ser levada pelas marés e ondas, e sua lição todos conseguiu deixar.
Não importa o tempo que possa demorar, mas se seu coração não desistir de seu sonho, um dia ele poderá se realizar.

Elza Ghetti Zerbatto


Conto participante do livro Meu Livro de Histórias Preferidas 2, publicado em 2016 pela Editora Mago de Oz de Portugal